ARAC: o código de conduta para o sector de rent-a-car ainda em 2017

Os clientes das empresas de aluguer de carros poderão ter em breve à sua disposição mais uma ferramenta para poder exigir a qualidade dos serviços prestados.

Ainda este ano poderá entrar em vigor um Código de Conduta proposto pela ARAC – Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor.

A criação de um conjunto de regras que, segundo a ARAC, possa ser a garantia de qualidade, transparência e rigor na linha com os padrões definidos pela União Europeia para o ramo de transportes sem condutor, foi um dos temas de debate da última Assembleia Geral Ordinária, que decorreu no dia 18 de Abril de 2017, em Lisboa.

Com o objectivo de valorizar a percepção de serviços de aluguer de viaturas pelo público português a ARAC propôs a realização de um estudo da actividade do sector apontando também para a necessidade de criação de um conselho estratégico.

Este organismo, a ser criado ainda no decorrer do ano 2017, teria como a função a coordenação de estudos e o acompanhamento da implementação das directrizes da União Europeia para o sector de rent-a-car servindo como uma ponte de ligação entre as empresas de aluguer e os seus clientes.

Ficava a cargo do conselho também a criação de uma base de dados de automóveis de aluguer que “tenho sido objecto de furto, roubo ou abuso de confiança”.

Entre as medidas propostas pela associação foi um maior enfoque na formação profissional dos trabalhadores do sector rent-a-car e a simplificação dos contratos de aluguer das viaturas sem condutor. A complexidade e falta de transparência dos contrato de aluguer é uma das queixas mais frequentemente identificadas pelos clientes.

Juntamente com o Código de Conduta foi discutido durante a assembleia da ARAC o Plano de Actividades e Orçamento para o ano corrente e o Relatório do Conselho Director e das contas.


ARAC: o código de conduta para o sector de rent-a-car ainda em 2017
Artigo: ARAC: o código de conduta para o sector de rent-a-car ainda em 2017
Temas: ,

Envie-nos comentários ou sugestões sobre este artigo

Send kommentar