A greve dos pilotos Ryanair afecta voos de e para Alemanha

Os protestos dos pilotos e tripulação da maior transportadora low-cost europeia, Ryanair, tem feito notícias com regularidade nos últimos meses.

Os cancelamentos de voos fazem-se sentir particularmente nos meses do verão – a 'hora da ponta' no tráfego aéreo.

Greve dos pilotos Ryanair
O conflito entre os pilotos e a Ryanair está longe de resolução.

Para o dia 10 de agosto está prevista mais uma acção de proteste: desta vez o seu descontentamento com as condições de trabalho e a política de contratação vão manifestar os pilotos e os tripulantes da Ryanair na Irlanda, Bélgica e Suécia.

Como anunciou a própria transportadora, à greve juntar-se-ão também os pilotos do sindicato alemão. Cerca de 480 pilotos de Vereinigung Cockpit, o sindicato alemão, deixarão de trabalhar durante 24 horas, a partir da uma da manha, na próxima sexta-feira, dia 10 de agosto.

A “greve desnecessária” como a Ryanair não deixou de apelidar o protesto, afectará 250 dos 2.400 voos de e para aeroportos alemães. Os voos abrangidos pela greve já foram identificados e, conforme adiantou a low-cost, os passageiros estão a ser contactados e informados sobres as alternativas de viagem.

Coma adesão dos pilotos alemães sobe para 400 o número de voos cancelados da Ryanair no dia 10 de agosto, afectando cerca de 55 mil passageiros no total. A Alemanha é o país que mais sentirá o impacto da próxima greve da Ryanair, ocupando o segundo lugar a Bélgica, com mais de 100 voos cancelados. Os pilotos da low-cost pertencentes às bases na Suécia e Irlanda cancelarão cerca de 20 voos em cada dos países.

A transportadora e os representantes de pilotos e tripulação encontram-se num braço de ferro já há vários meses. Entre as reivindicações dos protestantes está o aumento dos salários, mas também a alteração das condições de contratação. De momento os pilotos e tripulantes dos outros países são contratados pela Ryanair ao abrigo da legislação de trabalho irlandesa, vendo o seu acesso aos benefícios socias nos seus países de residência vedados.

Actualização: Os pilotos da Ryanair na Holanda anunciaram a adesão à grave do dia 10 de agosto.


A greve dos pilotos Ryanair afecta voos de e para Alemanha
Artigo: A greve dos pilotos Ryanair afecta voos de e para Alemanha
Temas: , ,

Envie-nos comentários ou sugestões sobre este artigo

Send kommentar