BMW Série 5 (G30) de 2017 – recomendado como como um carro de aluguer a competir com Mercedes Classe E e Audi A6

O início do ano 2017 é marcado pela introdução no mercado do modelo mais recente da gama média da BMW – a sétima geração da Série 5.

Com esta versão, a marca estabelece padrões ainda mais elevados de qualidade, lançando um desafio ao rivais mais directos: o Mercedes Classe E e o Audi A6.

O modelo designado pelo fabricante como G30 vem substituir o modelo F10.

BMW Serie 5
BMW Série 5 2017 (G30).

Para um olho inexperiente o BMW Série 5 facilmente passa pelo modelo superior, da linha Série 7; comercializada pelos preços bastante mais elevados. Não é obviamente uma coincidência; a BMW aposta no carácter exclusivo das suas viaturas, tentando dar o toque de luxo, sempre que possível e independentemente do segmento.

Veja o vídeo sobre as principais novidades de Série 5 (em inglês):

O comprimento da viatura aumentou ligeiramente, de 4,90 a 4.935 m. Apesar do facto de que o novo modelo ganho também alguns centímetros em largura, graças às novas tecnologias utilizadas, foi possível reduzir o peso total da viatura em 100 quilos.

Um facto pouco conhecido a cerca do novo BMW 5 Series é que é baseado na plataforma modular da Série 7, o que é uma vantagem, pelo menos até à altura em que começam a ser necessárias reparações. Como vários proprietários de BMW em segunda mão podem ter reparado, quando mais cara e complexa a plataforma, mais altas são as conta de até simples arranjos.

É de esperar que nas frotas rent-a-car o BMW Série 5 em 2017 e 2018 será o modelo BMW 520d – o diesel de alta eficiência de combustível. Com as restrições cada vez mais apertadas em relação à condução nas cidades, no entanto, os modelos a gasolina em breve virão a ocupar cada vez mais lugar nas frotas executivas das grandes marcas o sector rent-a-car, como a Avis, Hertz, Sixt ou Europcar.

BMW Series 5 parte traseira
BMW G30 Série 5 – a parte traseira.

A capacidade de bagageira do G30 é de 530 litros (aumento de 10 litros em relação ao modelo anterior).

BMW Série 5 – a qualidade de condução
O modelo certamente não desiludirá os clientes BMW habituados à classe e elegância que a condução das viaturas da marca implica. É de notar, no entanto, que com o aumento das dimensões, o G30 perdeu um pouco do dinamismo na estrada, assemelhando-se mais a uma limusine que a um carro desportivo.

O equipamento moderno e inúmeros gadgets electrónicos permitem uma condução com o mínimo de envolvimento da parte do condutor, mesmo às velocidades elevadas.

As tecnologias topo de gama tornam-se desta forma a aposta principal da BMW no novo modelo da Série 5, que privilegia o conforto do condutor, mesmo se comprometendo o carácter desportivo da emblemática marca.

BMW Serie 5 interior
Novo BMW Série 5 – o interior.

O modelo anterior, a ceder agora o terreno, o F10 (sedan) também não foi um carro propriamente desportivo o que tem a ver com a estratégia da marca que, cada vez mais, dirige a sua oferta ao segmento empresarial da classe média-alta: homens de negócios, directores e proprietários de pequenas e médias empresas.

O desempenho na estrada torna-se então menos importante que o estilo, o conforto e a segurança. O Série 5 não deixa de ser um carro rápido, que facilmente ultrapassará outras viaturas numa auto-estrada: a versão a diesel tem 190 Cm e 400 Nm de binário. Uma apenas ligeira pressão no acelerador permite desenvolver grandes velocidades, somente para.. o equipamento ultra-moderno de segurança lembrar ao condutor de que está em excesso de velocidade.

Com o modelo de Séries 5 mais recente a BMW prova que está na liderança em termos de capacidade de projectar a imagem de sucesso.  A BMW apela também às mulheres de negócios, mais do que por exemplo o Mercedes Classe E, associado de alguma forma ao mundo masculino e conservativo.

É típico para os entusiastas da marca BMW que acompanhem às tendências e substituam as suas viaturas pelo modelo mais recente sempre que possível (ao contrário de muitos proprietários de Mercedes que gostam de manter as suas viaturas durante muitos anos). Está dinâmica da marca faz com que os preços dos BMW em segunda mão sejam ainda mais competitivos em relação às outras marcas.

Comparação de BMW Série 5 e Mercedes Classe E:


BMW Série 5 (G30) de 2017 – recomendado como como um carro de aluguer a competir com Mercedes Classe E e Audi A6
Artigo: BMW Série 5 (G30) de 2017 – recomendado como como um carro de aluguer a competir com Mercedes Classe E e Audi A6
Temas: ,

Envie-nos comentários ou sugestões sobre este artigo

Send kommentar