Aluguer de carros

Nosso objectivo é ajudá-lo a encontrar os melhores preços em aluguer de carros.
Quando você reservar carros de aluguer online, muitas vezes você irá obter taxas muito mais baratas do que se você reservar directamente através da agência de aluguer de carros.

Experimente também

Pesquisa artigos

Isto é Nova Iorque – fatos, áreas e atrações

Um dos destinos urbanos mais icónicos do mundo, Nova Iorque oferece uma escolha quase inesgotável de atrações, capaz de responder às necessidades de todos os tipos de turismo.

Esta maior cidade dos Estados Unidos que só foi capital do país durante um prevê período na segunda metade do século XVIII, é hoje em dia um importante centro económico e cultural, assim como um dos destinos turísticos mais populares do mundo. Mais de 50 milhões de turistas visitam Nova Iorque todos os anos.

Abaixo apresentamos alguns factos sobre a Big Apple, como a cidade é frequentemente designada:

  • Nova Iorque é uma cidade multicultural, hospedando as maiores comunidades porto-riquenhas e chinesa no mundo, fora de Porto Rico e China (respectivamente).
  • Mais de 800 idiomas são falados em Nova Iorque.
  • Dificuldades de trânsito são notórias em Nova Iorque. Estima-se que em 2014, cada nova-iorquino passou, em média, 74 horas no trânsito.
  • Felizmente, a cidade dispõem de um extenso sistema de transportes públicos. Cerca de 6 milhões de pessoas utilizam o metropolitano de Nova Iorque.
  • Segundo o estudo da Business Insider de 2015, o custo médio de uma saída em Nova Iorque é de $82.
  • Isto explica porque a comida de rua (uma das formas de alimentação mais barata) é tão popular em Nova Iorque. A concessão para um carrinho de cachorros quentes na zona central do Manhattan, no entanto, pode custar até 300 mil dólares por ano.
  • Café ‘para levar’ é também um adereço permanente de muitos nova iorquinos. Os habitantes da Big Apple consomem 7 vezes mais de café que qualquer outra cidade nos EUA.
  • Pizza é um dos pratos preferidos em Nova Iorque.  Existem mais de 1600 pizzerias na cidade.
  • Nova Iorque é um templo de retalho. As inúmeras lojas da cidade empregam mais de 920 mil pessoas; o valor das vendas anuais excede $250 bilhões.

De Nova Amesterdão até Nova Iorque – um pouco de história
As origens da cidade remontam ao século XVII, quando os colonizadores holandeses estabeleceram aqui uma pequena povoação e chamaram-na Nova Amesterdão.

A localização estratégica no Rio Hudson, assim como os rápido desenvolvimento da povoação, dinamizada pela abundância das planícies férteis à sua volta, não passaram despercebidas. Em 1664 a Nova Amsterdão foi conquistada pelos ingleses, que mudaram o seu nome para a Nova Iorque, em honra do Duque de Iorque.

Fato curioso:
A ilha de Manhattan, onde a Nova Iorque se situa, foi comprada pelos holandeses à tribo dos Índios local em 1626 pelo equivalente de $1000, pago em tecidos, missangas e equipamento de agricultura.

Nova Iorque é uma das metrópoles mais populosas do mundo. Contando com 8.5 milhões de pessoas, a população da Big Apple é maior que as populações de 39 dos 50 estados norte-americanos.

Cinco distritos da Nova Iorque
A cidade é composta por cinco unidades administrativas, distritos, ou boroughs, em inglês: Manhattan, Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island. Veja o mapa de distritos da Nova Iorque.

Em cada dos distritos existem diversos e bastante distintos bairros, muitos dos quais são considerados atração turística em si.

Manhattan – o coração da Nova Iorque
O berço da cidade, Manhattan é hoje em dia conhecido principalmente como um importante centro administrativo e económico dos EUA. Esta mais populosa parte da cidade conta com cerca de 1.6 milhões de habitantes. Um adicional 1.3 milhão de pessoas desloca-se diariamente para Manhattan para trabalhar. Este número pode ser explicado pelo alto nível de preços no mercado imobiliário em Manhattan, onde a renda mensal de um T1 é, em média, de $3.400.

Par além de diversas instituições financeiras, concentradas na parte sul de Manhattan e, principalmente, junto a famosa Wall Street, o distrito hospeda também a sede das Nações Unidas, assim como prestigiadas universidades, museus e teatros.

Times Square, Central Park, Empire State Building, World Trade Centre Memorial, Grand Central Station e Broadway são somente alguns itens de muito longa lista dos locais a visitar em Manhattan.

O distrito divide-se em Uptown, Midtown e Downtown Manhattan. Entre os bairros e áreas mais conhecidas distinguem-se Wall Street, SoHo, TriBeCa, Central Park, Harlem, Upper West Side.

Veja o mapa geral dos bairros de Manhattan.

O planeamento urbanístico de Manhattan, com um sistema de ruas e avenidas muito organizado e transparente faz com que seja fácil explorar esta parte da cidade a pé, sem perigo de se perder. Se pretender visitar as partes mais distante de Manhattan, utilize o transporte público. O trânsito intenso da Nova Iorque torna a condução pouco recomendável, principalmente se não conhecer bem a cidade.

Fato curioso:
10 das estações de metro mais movimentadas da Nova Iorque encontram sem e Manhattan. A mais movimentada delas, a paragem de Central Park é utilizada por mais de 63 milhões de pessoas por ano.

O nome original de Manhattan vem da linguagem nativa dos Índios Lenape e significava ‘a ilha de muitas colinas’. Todo o terreno de Manhattan foi aplanado para acomodar a construção de prédios.

Bronx
O distrito nova-iorquino localizado mais a norte, Bronx, foi o primeiro a ser incorporado na cidade na forma, em que a conhecemos hoje, muito antes de Brookly, Queens, ou Staten Island.

Conhecido maioritariamente pelas suas comunidade imigrantes, Bronx fica um pouco fora dos roteiros turísticos da Nova Iorque. Esta parte da cidade, no entanto, teve um contributo importante para o desenvolvimento da cultura norte-americana contemporânea. Entre os pontos de referência mais importantes de Bronx distinguem-se o Jardim Zoologico de Bronx, os Jardins Botânicos e o icónico estádios dos NY Yankees.

Fato curioso:

O estilo musical e de dança hip-hop nasceu nas ruas de Bronx, assim como salsa, inspirada pelos ritmos de Porto Rico e Cuba.

Brooklyn
Situado na ponta ocidental da Long Island, Brooklyn é o distrito mais populoso da Nova Iorque. A sua população de mais de 2.6 milhões de pessoas é etnicamente diversificada; segundo as estatísticas, mais de um terço dos residentes de Brooklyn nasceram fora dos EUA.

Com quase 50 km de costa, Brooklyn é um popular destino de lazer para os novaiorquinos. A pequena península no sul de Brooklyn, a Coney Island, muito conhecida pelos seus parques de diversão é uma paragem frequente para turistas em Nova Iorque, assim como um lugar de eleição dos nova-iorquinos.

Fato curioso:
Uma das montanhas russas mais antigas dos Estados Unidos situa-se em Coney Island. The Cyclone, em uso desde 1927 está inscrito na lista dos lugares de importância cultural em Nova Iorque.

Queens
O maior, em termos de área, distrito de Nova Iorque, é casa de grandes comunidades hispânicas e chinesas. No passado um lugar de eleição de vários artistas, entre eles Luis Armstrong e Ella Fitzgerald, Queens continua a atrair pessoas do mundo das artes, contando entre os seus residentes Paul Simon, Tony Bennet e Francis Ford Coppola, entre outros. 

Entre os lugares de referência em Queens encontram-se os estádio dos New York Mets - Citi Field, assim como os aeroportos importantes da Nova Iorque: JFK e La Guardia.

Fato curioso:
O nome do distrito, que significa ‘rainha’ deve-se à princesa portuguesa Catarina de Bragança e casou com o rei Carlos II da Inglaterra, tornando-se a rainha da Inglaterra, Escócia e Irlanda no séc. XVII.

Staten Island
A área mais suburbana da Nova Iorque, a Staten Island, tem a população de cerca de 470 000. A alcunha do ‘distrito esquecido’, às vezes usada em relação a Staten Island reflecte o sentimento dos moradores, muitos dos quais acham que esta zona tem sido negligenciada pelas autoridades da Nova Iorque.

O acesso rodoviário a Staten Island de Manhattan e New Jersey faz-se pelas pontes. Esta área de Nova Iorque não está integrada no sistema de metropolitano da cidade.

A Staten Island é maioritariamente zona residencial , com poucas atrações turísticas. Merece destaque o 9/11 Meorial, dedicado às vítimas do ataque terrorista ao World Trade Center, o Jardim Zoológico de Staten Island, o Museu Tibetano e o bairro St. Georges. O ferry que liga Staten Island a Manhattan é considerado por muitos uma atração turística em si. A viagem de cerca de 25 minutos de duração oferece uma excelente oportunidade de admirar a Estátua de Liberdade.

Fato curioso:
O Staten Island Ferry transporta cerca de 20 milhões de pessoas por ano.

Uma das rodas gigantes (ferries wheel) mais altas do mundo situa-se no bairro de St. Georges, em Staten Island.


Isto é Nova Iorque – fatos, áreas e atrações
Artigo: Isto é Nova Iorque – fatos, áreas e atrações
Temas: , ,

Envie-nos comentários ou sugestões sobre este artigo

Send kommentar